Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mensagem do Graal

“Na Luz da Verdade – Mensagem do Graal” é uma obra escrita em três volumes pelo escritor Oskar Ernst Bernhardt sob o nome literário Abdruschin.

Mensagem do Graal

“Na Luz da Verdade – Mensagem do Graal” é uma obra escrita em três volumes pelo escritor Oskar Ernst Bernhardt sob o nome literário Abdruschin.

Formas de pensamentos

Sentai-vos em qualquer casa de lanches ou bar e observai as mesas ocupadas ao vosso redor. Ouvi o que falam. Escutai o que as pessoas se têm a dizer. Frequentai famílias, observai vosso ambiente mais próximo nas horas de lazer, quando o trabalho não mais assoberba.

Com espanto verificareis a vacuidade de tudo sobre o que as pessoas conversam, quando não podem falar a respeito de suas ocupações em geral. Sentireis intuitivamente até a aversão, o vazio dos pensamentos, a estreiteza opressora do círculo de interesses, como também a assustadora superficialidade, tão logo vos ocupardes com aquilo de modo sério e com aguda observação.

As poucas exceções que então encontrareis, cujas palavras em horas de lazer da vida quotidiana se acham perpassadas de anseio pelo aperfeiçoamento da alma, parecer-vos-ão até estranhos solitários em meio à turbulência de um parque de diversões.

 

Exatamente nessas assim chamadas horas de lazer é que conseguireis reconhecer com maior facilidade o íntimo verdadeiro do ser humano, depois que o apoio externo e o campo específico de seus conhecimentos cessam com o afastamento de suas atividades profissionais costumeiras. O que então restar é o autêntico indivíduo. Olhai para ele, escutai suas palavras com neutralidade. Em breve tereis que interromper as observações, por tornarem-se-vos insuportáveis.

Profunda tristeza assoberbar-vos-á quando reconhecerdes quantos seres humanos não são muito diferentes dos animais. Não tão broncos, com maior raciocínio; em linhas gerais, porém, idênticos. Como que providos de antolhos, atravessam unilateralmente a existência terrena, vendo sempre apenas o mero terrenal diante de si. Preocupam-se com a comida, com a bebida, tratam de acumular quantidade maior ou menor de valores terrenos, esforçam-se por obter prazeres corporais e consideram quaisquer reflexões sobre coisas que não podem ver, como desperdício de tempo que, na opinião deles, poderia ser empregado muito melhor em “recreio”.

 […]

Infelizmente na hora atual somente o ódio, a inveja, ciúme, sensualismo, avareza e todos os outros males, devido ao número maior de adeptos, constituem as centrais de força mais poderosas no mundo das formas de pensamentos. Em menor escala a pureza e o amor. Por essa razão o mal se alastra com velocidade sinistra. Ocorre ainda que essas centrais de forças das formas de pensamentos, por sua vez, recebem ligações com as esferas de igual espécie das trevas. De lá são especialmente atiçadas para uma atividade cada vez maior, de maneira que, progredindo, conseguem provocar verdadeiras devastações entre a humanidade.

Abençoada seja, portanto, a hora em que os pensamentos de amor puro adquirirem novamente um lugar de predomínio entre a humanidade, para que assim se formem fortes centrais de igual espécie no mundo das formas de pensamentos, podendo receber reforços das esferas mais luminosas e com isso não apenas propiciar fortalecimento aos que almejam o bem, mas também atuar lentamente, de modo purificador, Sobre os ânimos mais escurecidos.

 

Pode-se ainda observar mais uma outra atividade nesse mundo de matéria fina: formas de pensamentos são impelidas pela vontade de seus geradores em direção a determinadas pessoas, às quais podem aderir.

Tratando-se de formas de pensamentos de espécie mais pura e nobre, constituem-se elas num embelezamento da pessoa visada, reforçando ao seu redor a proteção da pureza, e podem, pela semelhança de sentimentos intuitivos, elevar ainda mais e fortalecer para a ascensão.

Mas pensamentos de impureza têm de conspurcar a pessoa visada, da mesma forma que um corpo de matéria grosseira se torna sujo pelos arremessos de imundície e lodo. Se uma pessoa assim atingida não estiver interiormente bem ancorada nas centrais de correntes luminosas, pode suceder-lhe que sua intuição venha a ser perturbada com o tempo, devido a esses arremessos de pensamentos impuros. Isso é possível, porque as formas aderidas de pensamentos impuros conseguem atrair elementos de igual espécie, com os quais se robustecem, envenenando pouco a pouco os pensamentos da pessoa envolvida.

 

É lógico que a responsabilidade maior recai sobre a pessoa que gerou os pensamentos impuros e os remeteu à pessoa visada por seu desejo ou cobiça, pois as formas de pensamentos permanecem ligadas a quem as gerou, agindo de retorno sobre ela, correspondentemente.

Por esse motivo deve sempre de novo ser chamada a atenção dos que procuram sinceramente: “Cuidai da pureza de vossos pensamentos!” Empregai nisso todas as vossas energias.

Não podeis imaginar o que criais com isso. Há nisso algo de gigantesco! Com isso podeis atuar quais vigorosos lutadores, pioneiros em prol da Luz e, consequentemente, em prol da libertação dos vossos semelhantes do cipoal dos campos venenosos do mundo das formas de pensamentos.

 

Se fosse agora tirada dos olhos de uma pessoa a venda, de maneira que ela pudesse ver o âmbito mais próximo de matéria fina, a princípio ela depararia atemorizada com uma tremenda confusão que poderia incutir-lhe medo. Mas somente até que reconhecesse a força nela latente, com a qual está apta a abrir livre caminho para si, como se fosse com uma espada afiada. Sem esforços, apenas pela própria vontade.

Vê as formas de pensamentos com centenas de milhares de variedades, com todas as configurações possíveis e muitas vezes impossíveis para os olhos terrenos. Cada qual, porém, expressa-se nitidamente, mostrando e vivendo exatamente aquilo que foi a verdadeira vontade por ocasião da geração do pensamento. Sem efeitos, livre de todos os artifícios encobridores.

Mas apesar das milhares de espécies, com o tempo se reconhece imediatamente a essência de cada forma de pensamento, isto é, sabe-se a que categoria pertencem, apesar de sua multiplicidade. Da mesma maneira como se pode distinguir pela fisionomia um homem dum animal, ou mesmo as diversas raças humanas por determinadas características fisionómicas, exatamente assim as formas de pensamentos têm expressões bem determinadas, que indicam claramente se a forma pertence ao ódio, à inveja, à cobiça ou a qualquer outra categoria básica.

 

Cada uma dessas categorias básicas possui sua determinada marca, que é impressa nas formas de pensamentos isoladas, como base das categorias por elas corporificadas, seja qual for a configuração externa que essas formas tenham adquirido pelo pensamento gerador. Assim, portanto, é fácil reconhecer imediatamente, não obstante as mais grotescas desfigurações duma forma em horrendíssimas deformidades, a que espécie básica ela pertence. Com esse reconhecimento cessa também a aparente e desordenada confusão de se apresentar como tal.

Vê-se a inamovível ordem e o rigor das leis básicas que perfluem toda a Criação, as quais, quando as conhecemos e nos ajustamos ao seu curso, concedem infinita proteção e trazem grandes bênçãos.

 

Mas quem se opuser a essas leis, será naturalmente atacado e, quando não derrubado e esmagado, sofrerá pelo menos dolorosas escoriações que, sob dores e amargar experiências vivenciais, remodelá-lo-ão até que se enquadre à correnteza dessas leis, não significando mais um obstáculo. Somente depois disso é que poderá ser levado para cima.

Essas formas de pensamentos não somente remetem seus efeitos à humanidade, como atingem ainda mais longe; porque no âmbito mais próximo desse mesmo mundo de matéria fina encontra-se também a maior parte dos seres da natureza.

Quem se conformou com o facto de que tudo vive e, consequentemente, que tudo se acha formado, seja terrenamente visível ou não, a esse não será difícil imaginar que também forças elementares se acham formadas.

 

A essa pertencem os gnomos, elfos, silfos, ondinas etc., seres da terra, do ar, do fogo e da água, já vistos por muitos – antigamente mais do que hoje. São influenciados pelas formas de pensamentos, com o que por sua vez se originam muitos benefícios ou muitos males. E assim por diante. Uma coisa se engrena na outra, como num conjunto de engrenagens de um mecanismo aperfeiçoado ao máximo primor.

Em meio a toda essa engrenagem se encontra, porém, o ser humano! Aparelhado com todos os meios para determinar a espécie da trama que deve resultar da sua atuação na Criação, manobrando o conjunto das engrenagens em diversas direções.

 

Tornai-vos, por conseguinte, cônscios dessa responsabilidade imensurável, pois tudo se desenrola apenas na própria esfera do vosso ambiente terrenal. Nada ultrapassa esse âmbito, conforme a disposição sábia do Criador, mas retorna somente a vós próprios. Conseguis com o vosso desejar, pensar e querer, envenenar o Aquém e o Além da Terra, ou também, purificando, elevá-los ao encontro da Luz. Tornai-vos, pois, condutores do destino que leva às alturas pela pureza de vossos pensamentos!

 

Abdruschin

                        

Excerto da Dissertação 15 “Formas de pensamentos” da obra “Na Luz da Verdade - Mensagem do Graal”, volume II

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Mensagens