Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mensagem do Graal

“Na Luz da Verdade – Mensagem do Graal” é uma obra escrita em três volumes pelo escritor Oskar Ernst Bernhardt sob o nome literário Abdruschin.

Mensagem do Graal

“Na Luz da Verdade – Mensagem do Graal” é uma obra escrita em três volumes pelo escritor Oskar Ernst Bernhardt sob o nome literário Abdruschin.

O ser humano terreno diante de seu Deus

Criaturas humanas, como vos mostrastes até agora perante o vosso Deus! Procurastes hipocritamente enganá-Lo, assim como também quisestes enganar a vós próprios com a falsa religiosidade que sempre se apresentava apenas nos vossos lábios, mas na qual o espírito nunca tomava parte. Vós instituístes regras e práticas em vossos templos, em vossas igrejas, sem indagar, entretanto, se essa maneira era de agrado a Deus. Bastava que apenas fosse de vosso agrado, então com isso estava realizado, para vós, o culto a Deus!

Não vedes, pois, quanta presunção existia em tudo isso. Vós quisestes determinar o modo. Quanto a isso, nunca perguntastes pela Vontade de Deus. O que vós designastes grandioso devia, como tal, ser também considerado por Deus. Quisestes impor a Deus vossas conceções como sendo de direito em todas as coisas, não importando com o que vos ocupastes.

Tudo quanto vós considerásseis certo devia Deus recompensar como sendo correto, e tudo quanto vós considerásseis errado devia Ele castigar.

 

Jamais quisestes pesquisar deveras o que Deus reconhecia como certo e o que, perante Seus olhos, seria errado. Não vos preocupastes com as Leis Divinas, nem com a sagrada e inflexível Vontade de Deus, que existe desde toda a eternidade e que nunca mudou, nem mudará jamais!

Nessa Vontade de Deus tereis de destroçar-vos e juntamente convosco toda a falsa obra humana, que criou leis que deviam servir vossos desejos terrenos. E vós mesmos, seres humanos, vos encontrais diante de Deus como servos intrigantes, preguiçosos, jamais tendo dado atenção à Sua Vontade, no egoísmo, na presunção e no ridículo querer saber tudo.

Servos fostes e sois ainda, servos que se tinham na conta de senhores e que por orgulho e preguiça espiritual procuraram combater e derrubar tudo quanto não podiam compreender, quando não estivesse em concordância com a obtenção das baixas finalidades terrenas, as quais queriam que fossem consideradas como o mais elevado.

 

Desditosos, vós que pudeste pecar tanto! Tudo devia servir somente a vós, até as leis! Somente o que vos serviu, não importa de que forma, somente o que vos ajudou na satisfação de vossos desejos terrenos, só isso reconhecestes como certo, e somente de tais coisas quisestes saber.

Quando, porém, é exigido de vós que vós próprios sirvais com zelo e fidelidade a vosso Senhor, a quem deveis a existência, ficais completamente espantados, pois estais convencidos de que Ele, sim, é que deve servir-vos com Sua força, Sua grandiosidade e Seu grande Amor!

Dado o alto conceito que tendes de vós, isso nem podia ser de outra forma! Pensastes, pois, que seria suficiente com relação ao culto de Deus, se reconhecêsseis Deus e em pensamento Lhe pedísseis auxílio para a satisfação de todos os desejos que trazeis em vós. Que Ele, portanto, usando de palavras bem claras, vos sirva com a Onipotência que Lhe é própria, tornando bela vossa vida! Outra coisa não vos acode à mente.

Pedir, no melhor dos casos, foi vosso culto a Deus!

Ponderai com todo o rigor; jamais foi diferente.

Não sentis vergonha e ira ao mesmo tempo, acerca de vós mesmos, se vos examinardes a esse respeito?

 

A maioria dos seres humanos pensa que a existência terrena não tem outro objeito, a não ser aquisições terrenas! Quando, muito, também, a finalidade de ter uma família e filhos! Quem não pensa assim pelo menos age assim! Mas que pode adiantar sob tais hipóteses uma reprodução, conforme denominais, quando na realidade não significa reprodução nenhuma, mas apenas dá a possibilidade de encarnação a outros espíritos humanos, para que estes progressivamente se aperfeiçoem e se desfaçam de antigos erros. Com vossa atuação aumentais o lastro de vossas culpas, pois assim impedis a ascensão de todos os espíritos que educais como vossos filhos para a mesma finalidade oca!

De que vale a construção dum reino terrestre, se não visa a glória de Deus, se não age segundo o sentido de Deus, que ainda ignorais por completo e tampouco até agora quisestes aprender a conhecer, visto colocardes vossa opinião acima de tudo o mais. Apenas quereis satisfazer-vos, e esperais ainda que Deus abençoe vossa obra mal feita! Mas servir e cumprir vossas obrigações para com Deus não tendes a mínima vontade de fazer.

[…]

Sob a presunção da humanidade terrena nada disso permaneceu puro e sublime. Eis por que até o verdadeiro conceito em relação a Deus se desviou, tornando-se falso.

Pretensiosos, esperando uma boa recompensa, ou mendigando de modo desprezível, só assim estivestes diante de vosso Senhor, quando por acaso uma vez ou outra dedicastes o tempo e o esforço para pensar realmente Nele, forçados por alguma vicissitude, determinada pelo efeito de retorno de vossas ações!

Mas agora, finalmente, tendes que despertar e tomar a Verdade tal como é realmente e não conforme vós pensais que seja! Com isso desmorona tudo quanto é falso e as lacunas do hipócrita quere-saber-melhor se tornarão visíveis. Nada mais se pode ocultar nas trevas, pois por Vontade de Deus doravante far-se-á Luz, para que as trevas caiam e desapareçam!

 

Luz haverá então sobre a Terra e por toda a imensa matéria! Fulgurantemente se irradiará por todas as partes, desintegrando e cremando todo o mal e todo o querer malévolo! O que está errado mostrar-se-á, onde quer que procure se ocultar, tem de ruir ante a radiação da Luz de Deus, que então iluminará toda a Criação! Afundará tudo o que não estiver e não quiser viver de acordo com as maravilhosas leis de Deus, no círculo do aniquilamento, de onde jamais poderá se soerguer!

 

Abdruschin

                        

Excerto da Dissertação 25 “O ser humano terreno diante de seu Deus” da obra “Na Luz da Verdade - Mensagem do Graal”, volume I

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Mensagens